20/04/2019

Quando a simplicidade da Imaginação Ativa torna-se complexa e perigosa

Conforme dito por diversos praticantes da ferramenta, inclusive pelo médico psiquiatra Carl Gustav Jung, a Imaginação Ativa não se aplica à qualquer paciente, por este motivo, recomendo cuidado na aplicação, mesmo que solicitada pelo próprio paciente.

Qual é o momento ideal para aplicar a Imaginação Ativa em um atendimento?

Para o Psicólogo ou Terapeuta, fica a recomendação: ela deve ser utilizada quando identifica-se no paciente um ego mais centrado; esquizofrênicos, por exemplo, jamais poderão fazer uso. É preciso conhecer muito o paciente, assim como ele precisa estar em um estágio de autoconhecimento mais fortificado para permitir a entrada do inconsciente enquanto consciente.

Como acontece a Imaginação Ativa?

É uma via de acesso duplo: é como se o paciente estivesse sonhando, sendo que acordado; é quando o indivíduo entra em contato com seus conteúdos inconsciente. É um estado de mente (e também do corpo) onde você abaixa a atuação do seu consciente dando espaço para que o inconsciente surja, e ambos trabalhem juntos.

Pode parecer complexo ler este tipo de informação mas vou tentar ser mais simples: mesmo enquanto você dorme, a sua mente não pára. Nossa mente possui duas funções, basicamente: o consciente e o inconsciente. Quando você está acordado, o seu consciente está no primeiro plano, enquanto o inconsciente, no segundo. Quando você está dormindo, seu inconsciente assume o primeiro plano, e o consciente, vai para o segundo plano. Ou seja, a todo momento sua psique está trabalhando, pois o momento do sono é onde tudo o que você viveu durante o dia será trabalhado através das consolidações de memórias relevantes, organização dos arquivos mentais, entre tantas outras coisas que não cabem explicar agora. Caso o consciente não funcionasse seria impossível lembrar dos sonhos. Em suma, a mente possui duas funções; são duas metades que se tornam uma só.

Ao dormir, há o momento do contato com os conteúdos inconscientes e quando você acorda é importante lembrar deles pois deste modo você passa a entender melhor sobre assuntos dos quais você não consegue lidar, por exemplo. O problema é que com o bloqueio muita coisa se perde, e nem sempre será possível se recordar. Uma boa notícia é que existem técnicas que podem te auxiliar neste processo, mas que nem sempre irá funcionar. Cada ser humano possui sua peculiaridade, e é por este motivo que a terapia irá auxiliar você a se compreender, pois conforme você lida com suas emoções, outras, escondidas, surgem.

Voltando à Imaginação Ativa:

Imagine você em uma caverna, certamente sem luz alguma.

Imaginou?

Agora, imagine-se com uma lanterna acesa percorrendo por todos os cantos possíveis do local.

Imaginou?

Este é o encontro do seu consciente com o inconsciente.

Como acontece a Imaginação Ativa?

Você com a lanterna é a sua consciência, enquanto o escuro é o inconsciente. A mente consciente é que faz com que os conteúdos no escuro possam ser utilizados para que mais uma janela da sua mente seja ampliada, agregando mais um passo à sua expansão. Durante a terapia, o processo será provocado de maneira intencional para promover o encontro da lanterna com o escuro da caverna, ou de modo mais teórico, da consciência com o inconsciente.

Com o ego mais fortalecido, o espaço para esta ferramenta ser aplicada é mais segura pois os conteúdos não surgirão para atropelar, paralisar ou descontrolar a pessoa, eles surgirão com uma “carga de intencionalidade” naquilo que será trazido para o consciente, e deste modo, será possível conversar com os diversos “eus” existentes no sujeito.

De acordo com Jung, há o “eu” que é o “centro da consciência” e o "self" que é o "centro de toda a psique". Todo o ser humano é feito de diversas eus, de diversos arquétipos, mas quando o “eu” está mais controlado, a consciência irá lidar com os conteúdos inconscientes de modo mais seguro, impedindo que o descontrole tome conta.

Quem pode experienciar este tipo de técnica no consultório?

Talvez para você que me lê fique incomodado com estas informações, e se eu fiz isso, fico confortável. Existem infinitas técnicas em infinitos livros orientando aos profissionais como aplicar determinadas ferramentas em seus pacientes. É muito comum que os profissionais e até mesmo os leigos no assunto queiram aplicar nas pessoas esses métodos já que o intuito é promover conscientização de determinada patologia e/ou aliviar a dor. Eu, enquanto profissional, entendo completamente esta ansiedade de querer promover a saúde no outro, mas acredite, nem toda ferramenta pode ser aplicada assim como nem toda ferramenta surtirá efeito no indivíduo.

Existem diversos profissionais garantindo soluções rápidas no que corresponde a dor, e talvez, a curto prazo, de fato, faça efeito, afinal, estamos falando de seres humanos, e cada um irá lidar com o seu sofrimento à sua maneira, entretanto, a dor em outros indivíduos apenas foi mais para o centro do tapete.

Por que não se pode aplicar a técnica em qualquer pessoa?

Existem mentes fragilizadas, e com esta precariedade psicológica, você pode prejudicar infinitamente a vida de alguém, como o caso de um psicótico, por exemplo.

Como se percebe que um paciente está apto para o uso desta ferramenta?

É importante entrar em contato de forma segura e controlada neste espaço pois se os conteúdos estão no inconsciente é porque ela por si só já não entraria neste lugar, ou, outro exemplo até mais fácil ainda é que se o sujeito possui dificuldades em lembrar dos seus sonhos, e se perde nas lembranças dele, algo precisa ser trabalhado com mais profundidade.

Adentrar nos conteúdos inconscientes estando lúcido faz com que você se conheça e entenda de forma mais profunda sua maneira de ser.  A comunicação destes conteúdos falam através de você, se apresentam de maneira mais espontânea. Com o ego fortalecido, com as raízes bem trabalhadas, será possível caminhar por mais encontros de luz.

A Imaginação Ativa vem ganhado mais olhares e como consequência, vem sido solicitada inclusive pelos próprios pacientes nos consultórios. Atente-se para promover a conscientização desta solicitação. Muitas técnicas possuem um poder da qual podem ajudar bem como prejudicar. Saiba escolher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Terapia Online

Minha prática envolve o acolhimento, cuidado, respeito, além da comunicação ativa tornando a sessão dinâmica e permitindo, assim, um espaço para o cliente falar sobre seus projetos de vida, sua busca pelo autoconhecimento e dificuldades encontradas no percurso.
AGENDAR SESSÃO
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram